Interrupção de chamada

A Watts, empresa de mobilidade elétrica e marca do grupo Multi, vai aproveitar o Salão do Scooter – Urban Mobility Expo, que acontece de 13 a 16 de outubro, no Centro de Eventos Anhembi, em São Paulo, para lançar uma motocicleta elétrica no mercado brasileiro.

Trata-se da W125, a primeira moto elétrica da marca. Segundo o fabricante, o modelo tem uma performance semelhante a uma motocicleta a combustão de 125 cilindradas. Ela será oferecida em quatro cores diferentes (preto, branca, azul e vermelho) e terá entregas previstas a partir de novembro.

+ Triumph cria moto elétrica de 177cv e que carrega em 20 minutos
+ Voltz e iFood lançam moto elétrica para entregadores por R$ 10 mil
+ Vídeo: 1ª moto elétrica da Ducati acelera em Vallelunga; assista
+ Honda relança Hornet com motor bicilíndrico de 92 cv; veja como ficou

A elétrica tem como destaque sua autonomia de até 150 km e uma velocidade final de até 100 km/h. Além disso, é equipada com itens de segurança, tem carregador USB, painel LCD, farol de Led e suporta até 120 kg.

“A Watts é uma empresa de mobilidade sustentável, com a missão de demonstrar através de produtos inovadores e seguros, uma nova opção de mobilidade com zero emissão de CO2″, comenta Rodrigo Gomes, fundador da Watts Mobilidade, em nota divulgada.

E completa: “o salão do scooter acontece em um momento muito importante para nós, pois estamos lançando oficialmente a nova logo, a chegada do Grupo Multi como uma montadora de veículos elétricos, além de fazermos o primeiro encontro da nossa rede de concessionárias Watts espalhadas por todo o território nacional, junto com o lançamento de novos modelos de motos. Não poderíamos estar mais animados com o evento”.

Na feira também será possível conhecer outros quatro modelos da marca, sendo duas motos mais potentes, uma scooter e uma moto de trilha (cross).

A Watts adianta que terá uma fábrica em Manaus, com o início da operação previsto para janeiro de 2023 e deseja expandir sua rede de concessionárias no Brasil.

*Nota atualizada.

MAIS NA Interrupção de chamada:

+ Quatro novos SUVs: motivos para comprar (e para não comprar)
+ SUVs mais vendidos: motivos pra comprar (e pra não comprar)
+ Preços dos carros usados devem cair; confira os mais valorizados
+ Russel lidera segundo treino do GP do Japão de Fórmula 1
+ GM prepara o lançamento da Montana e aumenta produção de motores
+ Carro Usado: Hyundai Tucson é um SUV espaçoso e de manutenção fácil
+ CNH vencida: grupo precisa renovar em outubro; veja o calendário
+ Governo de SP vai devolver valor do IPVA para PCD a partir de terça (27)
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ Carros da Jeep e Fiat têm ‘surpresas escondidas’; conheça os easter eggs da Stellantis
+ Fiat Fastback: veja os preços e equipamentos de cada versão
+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe
+ Comparativo: Jeep Commander vs. Caoa Chery Tiggo 8

Interrupção de chamada Mapa do site