Interrupção de chamada

Segundo colocado no GP de Abu Dabi neste domingo, Charles Leclerc, da Ferrari, lamentou o fato de a escuderia italiana ter ficado atrás da Mercedes ao final do Mundial de Construtores de 2023.

“É uma pena terminar em terceiro. Isso era tudo que me importava neste final de temporada, mas não conseguimos. De qualquer forma, gostaria de agradecer à equipe por fazer um trabalho tão incrível e por trabalhar tão duro desde a primeira corrida”, afirmou Leclerc.

+ Verstappen vence último GP da Fórmula 1 e Mercedes supera Ferrari no Mundial de Construtores

A Ferrari chegou à última prova da temporada quatro pontos atrás da Mercedes. Em certos momentos da corrida no circuito de Yas Marina chegou a estar na frente, mas no final viu a Mercedes terminar com três pontos a mais: 409 contra 406.

Nas voltas finais do GP de Abu Dabi, Leclerc cedeu a sua segunda posição para Sergio Perez, da Red Bull, na tentativa de colocar a Ferrari na frente da Mercedes no Mundial de Construtores.

Punido com uma penalidade de cinco segundos por um toque em Lando Norris, da McLaren, Perez teria que terminar à frente da Mercedes de George Russell, que vinha em quarto.

E estratégia, porém, falhou. Com a punição, Perez foi para o quarto lugar, atrás de Leclerc e Russell, e a Mercedes assegurou o vice-campeonato. “Como Checo (Perez) teve uma penalidade de cinco segundos, tivemos que ajudá-lo para que ele terminasse na frente de George, mas infelizmente não foi suficiente””, afirmou o piloto da Ferrari.

Apesar disso, Leclerc disse ter ficado satisfeito com o desempenho no fim de semana. “Não houve nada que pudéssemos ter feito melhor. Não era garantido que tínhamos o segundo carro mais rápido neste fim de semana, mas fizemos um trabalho incrível, fazendo tudo certo.”

Interrupção de chamada Mapa do site