Interrupção de chamada

Para quem reclamava que o Chery QQ ou o Toyota Etios eram feios, nunca deu uma olhada no Ypsilon, filho único e o que restou da marca italiana Lancia. A aparência é extremamente arredondada, com uma grade esquisita, faróis que não harmonizam e lanternas “únicas”, para dizer o mínimo. Nem vou entrar no mérito do seu interior – e o volante, misericórdia.

Lancia Ypsilon – Crédito: Divulgação

Ele nem lembra seu irmão, no qual é baseado, o Fiat Panda (ou Uno italiano), ambos de marcas pertencentes do grupo Stellantis. O que os italianos enxergam nele? Boa pergunta, mas é possível vê-los com bastante frequência por lá.

Ele carece de beleza, mas vende bem – top 3 na Itália em 2023, com 44.743 emplacamentos, atrás do Fiat Panda (102.625) e Dacia Sandero (48.398).

+ Lancia apresenta o patinete elétrico Ypsilon Hybrid Ecochic

Lancia Ypsilon – Crédito: Divulgação

Renascimento da marca

E, por incrível que pareça, ele pode representar o renascimento da marca. A nova e quarta geração do Ypsilon será lançada em fevereiro em Milão, com um visual melhor (menos pior) e com mais opções eletrificadas.

Além disso, ele vai marcar o início de uma nova era da Lancia. Haverá o lançamento de três novos modelos confirmados, um a cada dois anos, a partir de 2024. E a partir de 2026 serão revelados apenas automóveis 100% elétricos pela italiana.

Novo Ypsilon

Nos últimos meses, a Lancia vem divulgando pequenos teasers de como ficou o novo Ypsilon. Sem me basear em imagens que circulam na internet, as oficiais já exibem um carro mais parrudo e com uma identidade, digamos, mais atrativa ou mais bem resolvida.

Lancia Ypsilon – Crédito: Divulgação

A frente mostra três feixes de luz, com o nome da marca acima. Atrás, lanternas arredondadas (com base no Lancia Stratos) e com o formato de “Y”, além de uma faixa que liga os dois com o nome da marca e abaixo o do compacto (discretamente).

Lancia Ypsilon – Crédito: Divulgação

Tudo leva a crer que a Stellantis utilizou outros hatches como referência desta vez, caso do Peugeot 208 e Opel Corsa.

O primeiro da linha será uma versão limitada, denominada de “Cassina”. Serão apenas 1.906 unidades numeradas e certificadas em uma configuração elétrica.

Se você ficou curioso, veja abaixo as possíveis imagens “vazadas” que rodam pela internet no novo Ypsilon.

PreviousNext

 

Interrupção de chamada Mapa do site