Interrupção de chamada

Nesta quarta-feira, 24, a General Motors confirmou o aporte de R$ 7 bilhões para a primeira fase de seu novo ciclo de investimento para suas operações no Brasil. O valor será aplicado no período de 2024 a 2028, com foco na mobilidade sustentável.

Mesmo sem revelar os novos modelos, a montadora afirmou que isso vai abranger a renovação completa do portfólio de veículos, desenvolvimento de tecnologias inovadoras e customizadas para o mercado local, além da criação de novos negócios. Para isso, as plantas receberão atualizações.

+ GM mantém foco em carros elétricos no Brasil, mas admite transição com híbridos

O anúncio ocorreu em Brasília (DF), com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente da General Motors International, Shilpan Amin, o presidente da GM América do Sul, Santiago Chamorro e o vice-presidente da GM América do Sul, Fabio Rua.

“O Brasil é estratégico para o plano global de expansão de negócios da GM. Além de ser um polo exportador de veículos para a América do Sul, conta com um amplo centro de desenvolvimento de engenharia e é um mercado com alto potencial de crescimento com vocação também para veículos de novas tecnologias, em sintonia com a matriz energética predominantemente limpa do país”, explica Shilpan Amin, presidente da General Motors International, à imprensa.

Interrupção de chamada Mapa do site