Interrupção de chamada

Mesmo que não tivesse mudado após a data de corte, o Mercedes-Benz Classe A levaria o tetracampeonato. Pois o mérito não seria só do A 250, agora aposentado, mas da linha como um todo, que supera em oferta de versões e luxo os rivais. Um grande destaque sendo a cabinepela combinação de telas do cluster e central multimídia, perfeitamente integradas, e pelo acabamento primoroso. Além disso, tudo é facílimo de usar, com os controles touch só onde não atrapalham a experiência ao volante – os ajustes do ar, por exemplo, são rápidos e intuitivos, por botões (belos botões, por sinal).

Ainda há itens como :
* bancos com um incrível sistema “dinâmico”, que movimenta suave e discretamente a posição para não cansar o corpo em viagens longas,
* teto panorâmico enorme (com abertura),
* estacionamento autônomo,
* frenagem automática de emergência,
* retrovisores externos antiofuscantes.

Mas faltam assistentes de faixa e ACC na opção de entrada.

Aliás, agora o Classe A mais barato é o novo A 200 AMG Line: além de receber mudanças visuais sutis e melhorias no MBUX, trocou o 2.0 de 211 cv do A 250 por um 1.3 turbo de 163 cv e 270 Nm com sistema híbrido leve que preenche “lags” do turbo com o motor-gerador elétrico, tornando acelerações e retomadas imediatas.

Embora tenha perdido no 0-100 km/h, ficou cerca de 20% mais econômico no PBEV (fizemos 13,5 km/l na cidade e 17,5 na estrada). Bastam cinco minutos ao volante para se deslumbrar com a dirigibilidade perfeita. Se dinheiro não é problema, é sem dúvida o melhor hatch premium que se pode comprar.

E a linha não para por aí: para quem procura um hot hatch, que Audi e BMW não oferecem mais, a dirigibilidade fica ainda mais matadora com tração integral e o acerto da AMG nas versões 2.0 turbo, seja a A 35 (306 cv e 400 Nm) – para muitos o equilíbrio perfeito entre desempenho e usabilidade – seja o “exagerado” A 45 S (421 cv e 500 Nm).

Ambos têm escape com flap para uma sonoridade que remete aos saudosos V8 aspirados. São hatches para surpreender muitos superesportivos. Mas também mudam (discretamente) muito em breve, caso prefira esperar.

(Divulgação)

› VERSÕES

A 200 AMG Line R$ 344.900
A 35 4MATIC (2023) R$ 439.900
A 45 S 4MATIC+ (2023) R$ 574.900

› Potência 163 a 421 cv › Porta-malas 350 litros › Consumo B a E › Versão indicada AMG A 35

Interrupção de chamada Mapa do site