Interrupção de chamada

Para você que tem um Volks mais artiguinho na garagem, a marca lançou o chamado “Certificado de Veículos Clássicos”.

O documento fornece dados originais de produção, além de reconhecer e exaltar as características de modelos que tenham pelo menos 20 anos e que foram fabricados em território nacional. As informações podem ser úteis para preservar e restaurar os veículos da Volkswagen.

Isso nada mais é que uma “certidão de nascimento” emitida sempre no nome do atual proprietário do clássico. Cada documento contará com um número serial único, para garantir rastreabilidade e autenticidade, evitando, dessa forma, possíveis falsificações.

+ Carro usado: Volkswagen Polo 2020 é melhor que zero-quilômetro
+ Compra do ano 2024 – Sedã Compacto: Volkswagen Virtus

Certificado de Veículos Clássicos – Crédito: Divulgação

“Com sete décadas de história por aqui, a Volkswagen faz parte da cultura do povo brasileiro e, ao longo do tempo, criou gerações de apaixonados pela marca e por nossos veículos icônicos. Fusca, Brasília, SP2, Gol e diversos modelos que fizeram e ainda fazem parte da vida de milhares de pessoas. Oferecer os dados de produção desses veículos no formato de um certificado é uma maneira de abraçar e valorizar esse público de entusiastas de clássicos Volkswagen, além de estimular mais pessoas a preservar e manter as características de seus clássicos, fomentando, dessa forma, o amor pela marca”, diz o CEO da Volkswagen do Brasil, Ciro Possobom, à imprensa.

O certificado

O Certificado de Veículos Clássicos é emitido por meio do VW Collection. Inclusive, a Volkswagen Alemanha foi parceira nessa iniciativa, sendo utilizada como referência.

“Através dela, a Volkswagen do Brasil também teve conhecimento do interesse de colecionadores do mundo inteiro aos veículos produzidos localmente, sendo um fator adicional para a decisão da criação do certificado local, que tornou o Brasil a ser o segundo país, dentro da VW, a oferecer esse serviço aos seus clientes”.

Tudo é criado a partir da base de dados de produção da marca no Brasil, que teve início nos anos 1950.

Quando o cliente solicita a certidão, a equipe especializada de Desenvolvimento do Produto e de Vendas busca pelas informações de cada veículo em um processo quase que artesanal.

Depois, o certificado é emitido e enviado para impressão. O documento também recebe autógrafo de autenticidade das áreas responsáveis pela preservação destes dados e também da Garagem VW, o Desenvolvimento do Veículo Completo e o Departamento de Imprensa da VWB.

Os primeiros modelos do Brasil a receber o certificado foram uma Kombi ‘Corujinha’ 1960, com pintura saia-e-blusa nas cores Vermelho Calipso e Branco Lótus; o TL 1972, na cor branco-lótus; o Gol 1300, na cor Vermelho Calipso; e primeiro Gol “placa preta”. Eles fazem parte do Acervo da Garagem VW.

PreviousNext

Veja abaixo o passo a passo de como emitir:

  • Por meio do site Volkswagen Collection, o proprietário fornece os dados do veículo para o qual deseja obter o certificado – a partir disso, inicia uma pesquisa;
  • Em até 10 dias úteis a Volkswagen irá encaminhar um e-mail informando se os dados do veículo solicitado foram encontrados ou não – ao longo de décadas alguns documentos manuscritos poderão não estar disponíveis;
  • No mesmo e-mail haverá um link para o pagamento do certificado, que custa R$ 500;
  • Depois, o documento será impresso e enviado para o endereço indicado.

Garagem VW

De acordo com a Volkswagen, o valor arrecadado com as vendas do certificado vai suportar financeiramente a Garagem VW na preservação e no restauro dos veículos do acervo histórico.

Interrupção de chamada Mapa do site