Interrupção de chamada

Reiner Braun, CEO e presidente do BMW Group para América Latina, em entrevista exclusiva, afirmou que o futuro da eletrificação dos veículos da montadora na região depende das necessidades do cliente.

“Nossa estratégia de abertura tecnológica nos permite oferecer o que nossos clientes procuram, seja um modelo puramente elétrico, um híbrido plug-in ou um motor de combustão interna.”

Reiner Braun, CEO e presidente da BMW para a América Latina – Crédito: Divulgação

Para isso, ele explica que as plantas da BMW contam com um sistema de produção flexível, o que permite ajustes de acordo com a procura de cada mercado.

+ Confirmado para o Brasil, novo BMW Série 5 recebe nota máxima em segurança
+ Fábrica da BMW em Munique terá produção apenas de veículos elétricos

Infraestrutura

A montadora segue apoiando o desenvolvimento de infraestrutura de carregamento público na região por meio de parcerias, além de fornecer soluções de carregamento para residências e locais de trabalho, seja para a marca BMW ou Mini.

“Todo e qualquer BMW e Mini elétrico e híbrido plug-in vendido em nossa região América Latina inclui uma solução de carregamento. Esperamos alcançar num futuro próximo a entrega de 50.000 carregadores pessoais na nossa região desde o início da nossa oferta de eletromobilidade em 2014.”

Vendas na América Latina

Na América Latina, as vendas da marca BMW aumentaram 9,5% em 2023 ante o ano anterior, com o número total de 41.315 veículos registrados. Um em cada três veículos premium na região é um BMW.

Brasil

No Brasil, a marca liderou as vendas de carros de luxo pelo quinto ano consecutivo. Ao todo, foram 15.113 unidades emplacadas no ano passado – alta de 9,8%. Entre os automóveis mais comercializados, seguem o Série 3 e X1, produzidos na planta de Araquari (SC).

Destaque também para o crescimento de 31% em vendas de modelos eletrificados da marca no período.

“Estou muito orgulhoso das conquistas e do último ano, quando olhamos para isso, penso que tudo se resume à estratégia de crescimento implementada e claramente uma delas é a mudança para a eletrificação.”

Outro detalhe foram as vendas de esportivos BMW M, que também registraram alta de 46%, impulsionadas pelo novo M2, além dos modelos M3 e X6M renovados.

Vale lembrar que 2023 foi um ano recheado de lançamentos para a marca, com opções a combustão (BMW X1 e M2), híbridos leves (BMW X6 e X7), plug-in (BMW X5) e elétricos (BMW iX M60 e i7).

Interrupção de chamada Mapa do site