Interrupção de chamada

O Mercedes-AMG GLA 35 4Matic é um hot hatch dos SUVs, seja pelo exterior invocado quanto pela capacidade de ir aos 100 km/h na casa dos cinco segundos. Uma pequena fera de Affalterbach, na Alemanha, com propulsor 2.0 turbo e injeção direta associado ao câmbio de dupla embreagem e a tração integral sob demanda.

Sob o capô, a unidade quatro cilindros sobrealimentada, sob o código M260DE20, é a dos Mercedes-AMG A35 Sedan 4Matic, CLA 35 4MaticeGLB 35 4Matic, para citar, extraindo 306 cv de potência e 400 Nm (40,78 kgfm) de torque em trabalho conjunto a caixa automatizada AMG SpeedShift DCT 8G com oito velocidades.

A variante Heavy Metal da família GLA propaga um baixo turbolag (atraso antes de o turbocompressor encher) e o temperamento ácido resulta em boas doses de esportividade, principalmente nas baixas/médias rotações contribuindo nas acelerações por conta da potência-específica de 153,7 cv/litro e da relação peso-potência de 5,49 kg/cv.

PreviousNext

+ Avaliação: Mercedes-AMG GLC 43 4Matic Coupé despeja 390 cv
+ Avaliação: Mercedes-AMG GLB 35 4MATIC oferece sete lugares e uma condução esperta
+ Avaliação: Mercedes-AMG A 35 4Matic é a equação de tamanho e potência na medida certa
+ Avaliação: Mercedes-Benz EQB 250 leva sete pessoas e é 100% elétrico


Todo esse poderio é distribuído por meio da tração integral sob demanda 4Matic, que envia a força apenas na dianteira ou, dependendo da condução, na ordem de 50:50 entre os eixos. O contato é assegurado pelos pneus Yokohama Advan Sport V107 de medidas 255/35, que deixam o Mercedes-AMG pregado no asfalto. E a dinâmica apurada facilita o contorno de curvas em altas velocidades.

Com 143 cv e 150 Nm (15,29 kgfm) a mais frente o Mercedes-Benz GLA 200 AMG Line (confira o nosso comparativo aqui), a experiência de condução do Mercedes-AMG ainda é evidenciada pela caixa de direção precisa/rápida ao esterço, assim como a calibração das suspensões AMG Ride Control com o amortecimento variável.

O conjunto é mais firme comparado ao do GLA 200 AMG Line e os parâmetros mudam ao passear pelos modos Comfort, Sport, Sport+, Individual e Pisos Escorregadios. Mesmo no Comfort, elas não sacrificam o conforto permitindo um uso civilizado, sendo necessária atenção aos buracos/remendos no asfalto devido aos pneus com perfil 35.

Mercedes-AMG GLA 35 4Matic
Foto: Roberto Assunção

Contudo, ao escolher o programa Sport+ é liberado todo o poderio do Mercedes-AMG e ao demandar do pedal do acelerador o sopro do turbocompressor invade a cabine. As trocas de marchas são rápidas e podendo ser realizadas sequencialmente pelas borboletas atrás do volante – em rotações mais elevadas elas são acompanhadas de “pipocos” emitidos pelas saídas de escape.

A direção e as suspensões ficam mais firmes, entretanto, não ao ponto de incomodar no uso diário. Embora com mais de 300 cv e um torque bruto o Mercedes-AMG GLA 35 4Matic é fácil de ser conduzido. E na hora de parar os freios dianteiros ventilados/perfurados de 350 mm são mordidos pelas pinças de quatro pistões, enquanto atrás aparecem discos de 330 mm e pinças de um pistão. 

Mercedes-AMG GLA 35 4Matic
Foto: Roberto Assunção
Habitáculo assinado pela AMG

Mesmo em velocidades mais altas, o isolamento acústico cumpre a função de bloquear os indesejados ruídos externos. Os bancos frontais reguláveis eletricamente acomodam magnificamente o corpo e o esmero revela os acabamentos em fibra de carbono e ainda detalhes em vermelho.

O sistema MBUX (Mercedes-Benz User Experience) reúne duas telas de 10,2” dedicadas ao quadro de instrumentos totalmente digital, com modos de visualização Classic, Sport e Supersport, e ao multimídia. Outro atrativo da cabine está no volante de base achatada com marcação de 12h e dotado de botões para configurar os modos de condução, suspensão, controle de tração, por exemplo.

PreviousNext

Com 4,436 m de comprimento e 2,729 m de entre-eixos a habitabilidade da carroceria de nomenclatura H247 é melhor resolvida a da antecessora X156, a qual oferecia 4,417 m e 2,699 m, respectivamente. Já o porta-malas do Mercedes-AMG GLA 35 4Matic tem capacidade volumétrica para 435 litros indo a 1.630 após o rebatimento do banco traseiro.

Mercedes-AMG GLA 35 4Matic
Foto: Roberto Assunção

Ao transmitir qualidades tanto na construção quanto na dirigibilidade – dois grandes atributos da primorosa engenharia alemã – o Mercedes-AMG GLA 35 4Matic cobra entre R$ 512.900 e 517.900 ao passo que o Mercedes-Benz GLA 200 AMG Line parte de R$ 348.900. Trata-se de um diferença de R$ 164.000, só que aqui a conversa é outra, seja pelos aperfeiçoamentos técnicos quanto pela dirigibilidade acesa.

Mesmo assim, a exclusividade do Mercedes-AMG cobra o mesmo preço do Mercedes-Benz GLC 220d 4Matic Enduro (R$ 514.900), que é maior e dotado de propulsor 2.0 turbodiesel casado ao câmbio automático 9G-Tronic para produzir 194 cv de potência e 400 Nm (40,8 kgfm) de torque. Aí tudo depende do gosto, do tipo de uso e da experiência ao volante.


FICHA TÉCNICA
MERCEDES-AMG GLA 35 4MATIC
Preço básico: R$ 512.900
Carro avaliado: R$ 517.900

Mercedes-AMG GLA 35 4Matic
Motor: quatro cilindros em linha 2.0, 16V, turbo, injeção direta, duplo comando de válvulas com variação na admissão e no escape
Cilindrada: 1991 cm³
Combustível:gasolina
Potência: 306 cv a 5.800 rpm
Torque: 400 Nm a 3.000 rpm
Câmbio: automatizado de dupla embreagem, oito marchas, trocas sequenciais
Direção:elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e multilink (t)
Freios: discos ventilados (d/t)
Tração: Integral sob demanda
Dimensões: 4,436 m (c), 1,849 m (l), 1,588 m (a)
Entre-eixos: 2,729 m
Pneus: 255/35 R21
Porta-malas:435 litros 
Tanque: 51 litros
Peso: 1.680 kg
0-100 km/h:5s2
Velocidade máxima: 250 km/h
Consumo cidade: 8,7 km/l 
Consumo estrada: 10,4 km/l
Emissão de CO²: 145 g/km
Nota do Inmetro: C
Classificação na categoria: E (Grande)

 

MAIS NA Interrupção de chamada:

+ Que tal um Mercedes de jaqueta acolchoada? Veja o conceito Mondo G
+ Carro por assinatura vale a pena? Confira um guia completo com preços, vantagens e desvantagens
+ Avaliação: Volvo XC60 é o senhor da eficiência; vale a pena?
+ Confira quais são os carros 0km mais baratos do Brasil em 2023
+ Fórmula 1: confira todos os novos carros para a temporada 2023
+ Teste rápido: Volkswagen Polo 2023 está pior… mas melhor
+ Novo BMW X1 é oferecido por assinatura; veja como funciona
+ SUVs mais vendidos: motivos pra comprar (e pra não comprar)
+ Carro Usado: Renault Kwid é econômico ao extremo; vale a pena?
+ Comparativo – desafio aos mais vendidos – SUVs médios: Chevrolet Equinox vs. Jeep Compass
+ Comparativo – desafio aos mais vendidos: Honda City Sedan vs. Chevrolet Onix Plus
+ Comparativo – desafio aos mais vendidos: Honda HR-V vs. Volkswagen T-Cross
+ Comparativo – desafio aos mais vendidos: Peugeot 208 vs. Hyundai HB20
+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe

 

Interrupção de chamada Mapa do site